Surra de Lúpulo Ep.101 – Profissões Cervejeiras com Rosária Pacheco e Lucas Niemeyer

surra de lupulo episodio 101 profissoes cervejeiras

No episódio de hoje do Surra de Lúpulo, Ludmyla Almeida e Leandro Bulkool querem ajudar quem deseja conhecer as profissões cervejeiras no mercado! Vamos falar sobre recrutamento, treinamento e profissões no mercado tão amado da cerveja. Para isso, o bate papo é super bem acompanhado por Rosária Pacheco, da empresa Fermenta Pessoas, e Lucas Niemeyer, Gerente de Atração da Ambev.

 

 

Sobre profissões cervejeiras e recrutamento:

 

Lucas explica que por trabalhar numa empresa tão grande quanto a Ambev, tem o desafio de estar sempre contratando inúmeras pessoas. 

 

O principal ponto é que a gente está preocupado com a formação interna das pessoas. Seja qual for a porta de entrada, temos trilhas bem estruturadas de treinamento. Falando da trilha cervejeira, temos trilhas até pra mandar a pessoa estudar fora do país. […] Mas o principal que quero ressaltar é que na Ambev queremos pessoas boas e diversas – e que sejam apaixonadas pela nossa cultura empresarial.

 

Em contrapartida, Rosária diz que a Fermenta Pessoas tem um processo diferente ao da Ambev, onde ela senta com as empresas para entender sua cultura corporativa e então ajudar com o processo de recrutamento. 

 

Sobre o aumento do mercado cervejeiro artesanal:

Cerveja sobre uma mesa de madeira
Foto de Sonja Maric no Pexels

 

Rosária diz que o mercado, lá em 2013, ainda era muito pequeno e pouco se sabia o que fazia um sommelier de cerveja, por exemplo. Com isso, era muito difícil encontrar seu lugar no mercado cervejeiro. Além disso, o turnover era grande, em função da própria falta de profissionalização de pessoas

 

Rosária: Houve uma melhora muito grande na qualidade dos cursos, a diversidade dos cursos também pro setor fez com que mais pessoas fossem atrás do conhecimento pra se profissionalizar mais. E isso fez com que também aumentasse o mercado de consumidores cervejeiros. A gente tem percebido nesse período que tem muito mais pessoas interessadas e qualificadas com curso em vários setores, não só venda e produção… Então é um mercado muito maior do que a gente imaginava.

 

Lucas concorda que há grande mudança no mercado e ressalta o quanto são mudanças positivas.

 

Lucas: A Ambev já estava vivendo a algum tempo uma grande transformação tanto em termos de negócio, quanto em termos de cultura empresarial. E isso, junto com o movimento das cervejarias artesanais, que vem ganhando mais peso, a gente começa a se enxergar como parte de um ecossistema de verdade. […] Mas a principal mudança que venho falando é de termos um time cada vez mais diversos, com conhecimentos diferentes e origens diferentes. Isso amplia muito as possibilidades de tipo de pessoa que podemos achar.

 

Sobre profissionais capacitados e até que ponto é necessário formação:

O mercado muitas vezes pede sim profissionais inteiramente capacitados, mas tanto Lucas quanto Rosária falam sobre a necessidade do profissional cru que está disposto a aprender e ser moldado pela cultura empresarial.

 

Lucas: Existem diversas ocasiões, mas a gente precisa pensar que se queremos contratar cada vez mais pessoas diferentes, teremos sempre tanto pessoas com mais experiência quanto pessoas com menos experiências. Mas é claro que acreditamos bastante no nosso papel de formação de pessoas, tanto que trabalhamos muito no programa de formação. Além disso, também temos a nossa faculdade corporativa que, inclusive, está aberta ao público. Isso tudo suporta a formação desse pessoal novo que precisa ganhar conhecimento técnico. 

 

Rosária: Com relação ao profissional pronto, o que fica bem claro é que profissionais mais técnicos, ou pra vagas específicas, tem que ser mais preparado sim. Pra vagas menos técnicas, com necessidade de conhecimento formal menos específico, a abertura inclusive muitas vezes é desejada, para que a gente pegue um profissional sem vícios e que se adapte bem à cultura da empresa. Mas sem dúvidas, para vagas mais técnicas precisamos do profissional pronto.   

 

Sobre a inclusão no mercado cervejeiro:

Inclusão cresce junto de profissões cervejeira
Foto de Alena Darmel no Pexels

 

Rosária reforça que enxerga cada vez mais movimentos de inclusão dentro do mercado cervejeiro, e que a Fermenta Pessoas, por ser uma empresa feita por duas mulheres, tem como objetivo contratar levando em conta diversidade e inclusão.

 

Rosária: Algumas cervejarias já possuem mulheres trans trabalhando, algumas fábricas têm ao menos 70% de mulheres trabalhando, então eu tinha uma esperança de ouvir isso e fico feliz de afirmar que de fato isso é uma preocupação. Quando falamos com as marcas, perguntamos se as pessoas têm algum problema com diversidade no local de trabalho – e muitas vezes nem parte da gente, essa iniciativa vem da própria empresa.

 

Lucas explica que muitas empresas levantam o questionamento de por quê investir num processo de seleção mais inclusivo, e a resposta é simples: é o certo a se fazer.

 

Lucas: É o certo a se fazer e deveríamos querer contratar diversidades acima de qualquer coisa. As grandes empresas precisam entender seu papel dentro de contratar e formar inclusão. Achei muito legal a fala da Rosária sobre trabalhar com a comunidade local e fomentar a mão de obra já existente na região. É assim que conseguimos gerar um impacto real na região em que atuamos. 

 

Sobre as profissões cervejeiras:

 

Rosária explica que são 4 segmentos básicos de profissões cervejeiras: laboratório, indústria, comércio e serviço. Os profissionais que desejam entrar no mercado cervejeiro devem entender o que desejam do trabalho, além de focar em cargos que se identifiquem mais para evitar o turnover. Lucas ressalta que especialistas em desenvolvimento de produto também são muito necessários. A Ludmyla, nossa querida IPAcondríaca, já escreveu um post incrível pra te ajudar a decidir qual caminho seguir, leia clicando aqui.

 

👉 Ouça também Surra de Lúpulo: Cerveja Artesanal na Periferia com Melissa Miranda, Eneide Gama e Tayná Morena

👍 Gostou do nosso bate papo? Seja um apoiador do Surra de Lúpulo clicando aqui

🍺 O que bebemos durante o programa? Rosaria está bebendo moonshine da Juan Caloto, Lucas bebe água, Ludmyla bebe Gut Bier, Leandro bebe Evertreze da Everbrew.

👑 SURRA DE LÚPULO é apoiado por MECENAS EMPRESARIAIS, CERVEJA DA CASA e BRO’S BEER.

Surra de Lúpulo

Surra de Lúpulo

Toda quinta-feira um episódio novinho em folha falando sobre tudo relacionado a cerveja no Brasil e o Mundo.