Podcast Surra de Lúpulo, ep. 1. O que é a surra de lúpulo?

Estamos aqui para falar de cerveja. Isso mesmo. E queremos saber o que você tá bebendo. Então, chega mais e vem conhecer o Surra de Lúpulo.

Antes de mais nada, somos uma dupla. Ludmyla Almeida, beer sommeliére e dona do Instagram do IPAcondríaca, e Leandro Bulkool, designer e amante da bebida e nesse primeiro episódio, vamos contar um pouco da nossa relação com a cerveja artesanal, como começou a nossa curiosidade por esse universo.

Como tudo começou!

Para Lud, a paixão pela IPA, que deu origem ao perfil no Instagram, ajudou a desbravar novos sabores pelo Brasil.

“Em busca da IPA perfeita, degustei muitos rótulos de cervejas do Brasil inteiro. Uma paixão insana é descobrir uma cervejaria nova, de outro estado, saber o que a galera está desenvolvendo, pesquisando. E aí depois eu fiz o curso de sommelier, porque a curiosidade foi crescendo. No curso, o leque de aromas e sabores foi crescendo sem abandonar a minha boa e velha IPA”.

Já a paixão de Leandro por comunicação, comportamento de consumo e cerveja, o aproximou do mundo das bebidas artesanais.

“Começou em 2002, quando bebi a primeira internacional, uma Erdinger. Eu lembro claramente, estava na mesa do bar com a minha esposa. Eu estava me formando em Desenho Industrial e resolvi que minha tese seria sobre rótulos de cerveja porque comecei a explorar os diferentes tipos de cerveja”.

O amor por cervejas artesanais nos aproximou e não temos a pretensão de nos colocar como sabichões. A gente quer aprender com vocês e nossos convidados. O Surra de Lúpulo é um programa de gente curiosa, inquieta e que quer aprender.

 O que é uma Surra de Lúpulo?

“Está associada a uma cerveja que me surpreendeu muito, que me virou do avesso, tem uma mistura do aroma perfeito, sabor incrível que combina e vem um novo leque de informações a cada gole”.

O mundo das cervejas artesanais

Leandro conta que não tem um estilo preferido, que ele é flutuante e que a cerveja marcou momentos especiais em sua vida, como quando fez 5 anos de casado e no nascimento dos dois filhos. Marcou tanto que mantém as garrafas em sua casa até hoje como lembrança desses acontecimentos.

“Já foi um lugar de exploração e eu nem sabia a diferença entre cerveja artesanal e cerveja industrializada.

Meu hábito virou de saborear cervejas artesanais. Hoje não tem uma marca na minha rotina, mas tem sempre um momento especial pra mim. Curto muito ir ao mercado, ir à gôndola e ficar procurando rótulos que eu não conheço, cervejarias e cervejeiros que não conheço, estilos novos.”

Para Lud, a cerveja artesanal faz parte do seu dia a dia, inclusive com itens colecionáveis, como garrafas, latas, copos…

“Aconteceu mais tardiamente. Lembro de ter comemorado meu aniversário de 30 anos no Delirium em Ipanema com uma witbier superleve, mas que depõe contra meu histórico pessoal. Já tinha essa curiosidade de tomar algo diferente.

Descobri lojas que vendiam cervejas artesanais, degustando, comprando muita cerveja pelo rótulo, mas ao mesmo tempo descobrindo muita coisa legal.

De 2013 pra cá, [entrei com os] dois pés dentro do cenário, indo no Mondial de La Bière. Desde então fui em todos os mundiais que rolaram no Rio de Janeiro”.

O que estamos bebendo…

Lud:

Solidão acompanhada, da cervejaria Devaneio do Velhaco. Tive a oportunidade de conhecê-los. É uma casa e a história é maravilhosa porque é a herança de um dos sócios da cervejaria. Reza a lenda que o avô produzia cerveja e enterrava o barril no fundo do quintal para envelhecer e fermentar”.

Leandro:

Cerveja mineira, a Capapreta, uma Império IPA. Um amargor alto, mas equilibrado. Dá essa surra lúpulo, mas equilibrada. Um teor alcoólico que basta ela, 8,5%. Não precisa ir além disso. E tem algo nela que acho mágico que não deixa retrogosto. Eu bebo e não fico com o gosto dela”.

Fique ligado que toda quinta-feira tem episódio novo pra você ficar por dentro desse universo.

Surra de Lúpulo

Surra de Lúpulo

Toda quinta-feira um episódio novinho em folha falando sobre tudo relacionado a cerveja no Brasil e o Mundo.

Gostou deste conteúdo? Compartilhe com seus amigos.

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
Twitter