Podcast “Surra de Lúpulo”, ep. 60: especial de Dia dos Namorados com Carolina Veras e Jeremy Starrett, do “Brewstone Pub”, sobre gastronomia e a cena cervejeira no Nordeste

No novo episódio do nosso podcast sobre cervejas artesanais, Surra de Lúpulo, o amor está no ar: em um especial de Dia dos Namorados conversamos com o casal Carolina Veras e Jeremy Starrett, donos da cervejaria e brewpub “Brewstone”, sobre gastronomia e a cena cervejeira no Nordeste.

História de amor

Formado em Gastronomia, o casal conta que se conheceu em um curso no Institut Paul Bocuse em Lyon, na França. Sem saber falar francês, Carolina brinca que se aproximou de Jeremy por ele ser uma das poucas pessoas que sabia falar inglês. Estudando no mesmo ano e na mesma classe, viraram melhores amigos. Depois de um tempo começaram a namorar e foram morar juntos. Viajaram bastante até estabelecerem residência em São Paulo. Jeremy conta que, a princípio, a “Brewstone” ia ser lá, e se chamaria “Cactus Brewpub”.

Parceria nos negócios

No entanto, em uma viagem para Fortaleza visitando a família de Carol, o casal viu que poderia ser mais fácil abrir o negócio ali mesmo. Jeremy confessa que nunca tinha feito uma cerveja antes, mas por ter trabalhado na “Cervejaria Nacional” por muito tempo, acumulava certo conhecimento sobre o assunto, mantendo-se confiante. Além disso, trouxe a disciplina que aprendeu na gastronomia, respeitando as regras e priorizando bons insumos. O resultado das cervejas não seria diferente.

Leandro aproveitou para lembrar do papo com Leandro Oliveira, do “Cerveja Fácil”, onde o assunto também foi gastronomia e cerveja. Na ocasião, o cervejeiro disse que “cozinhar é mais difícil que fazer cerveja”. Carolina e Jeremy concordaram com ele.

Relembre o papo com Leandro Oliveira do “Cerveja Fácil”

Gastronomia

Sobre a conexão entre a cozinha e o mundo cervejeiro, Jeremy conta que ambos têm o hábito de fabricar as próprias coisas, sempre curiosos para fazer tudo do zero. Tanto na gastronomia quanto nas craft beers, ambos gostam de valorizar os sabores, sempre respeitando o paladar:

“A gente gosta de cerveja. Temos vários pratos que levam cerveja, como o pão da casa que leva o malte da cerveja feita na própria “BrewStone” ou a panqueca com caramelo de cerveja

 

“A cervejaria é uma parte da cozinha. Não vemos as coisas separadas, ambas são igualmente importantes”.

Vinho X Cerveja

Falamos sobre a cultura do consumo de vinho e perguntamos como seria possível transpor essa barreira bastante enraizada na nossa cultura e introduzir um novo hábito similar. Carolina conta que, no início, tinha dificuldade em fazer as pessoas conhecerem e principalmente entenderem o produto, passando por uma adaptação gradual. A cultura de harmonização gastronômica dos italianos e franceses é com vinho e nós nos adaptamos à culinária desses países. A diferença de preço também ajuda na escolha: a garrafa de vinho é algo que você consegue dividir e a cerveja é individual. Dificilmente chega-se na mesma proporção, deixando o custo maior.

Lud lembrou do papo com nosso cervejeiro Diego Simão da “Cozalinda” sobre a necessidade de haver um lobby maior entre as craft beers e os grandes eventos, aproximando o produto de quem tem maior poder aquisitivo.

Relembre o papo com Diego Simão da “Cozalinda”

Cena Cervejeira no Nordeste

Perguntamos para o casal cervejeiro sobre o cenário atual na região do Nordeste. Eles contam que é um momento difícil financeiramente devido à pandemia, mas que, ao mesmo tempo, abriu a possibilidade de pessoas que não sabiam da “Brewstone”, conhecê-la através do delivery. Para Jeremy, o mercado cervejeiro tem bastante potencial a ser explorado, mas dependendo do estilo do produto, o acesso ao público nordestino é mais difícil. Para Carolina, a pandemia foi uma oportunidade de crescer fora da “Brewstone”, levando o produto para mais longe.

Lembramos do prêmio “Lúpulo de Ouro” e a chuva de votos vindos do Nordeste para a “Brewstone”. Jeremy conta que eles conseguiram criar uma identidade muito forte com os clientes.

“Nós mesmos ficamos surpresos! Descobrimos depois que já tinha começado a votação. A gente tem um público muito querido, fiel à marca. No pub, os clientes conhecem todos os funcionários pelo nome. A gente é como uma família”.

Relembre o “Prêmio Lúpulo de Ouro 2021”

Cozinha X Cervejaria

Entre cozinha e cervejaria, Lud quis saber como fica a divisão de tarefas. Segundo o casal cervejeiro, tudo é bem dividido: Jeremy cuida das receitas e da cervejaria. Cabe a Carol toda a parte administrativa dos negócios, assim como a área de marketing e RH.

“É uma evolução constante: sempre melhorar, mudar e trazer novidades. A gente pensa na comida pra fazer a cerveja, pensa no processo completo”.

Para acompanhar nosso papo, Lud tomou um rótulo da cervejaria “Terra Roxa” e Leandro uma Over Peach da “UX Brew”. Carol optou por uma Hop Slap IPA da “BrewStone” e Jeremy uma Cactus Juice da “SingleHop”.

Surra de Lúpulo

Surra de Lúpulo

Toda quinta-feira um episódio novinho em folha falando sobre tudo relacionado a cerveja no Brasil e o Mundo.