Invertemos a ordem: fomos ao Chile para beber cerveja ao invés de vinho. E amamos.

Todo mundo vai pro Chile tomar vinho. Nós subvertemos a ordem e resolvemos explorar as cervejas artesanais de Santiago e descobrimos alguns truques, dicas, armadilhas e lugares.

A maioria dos bares e restaurantes de Santiago não permitem que você apenas beba no local, devido ao tipo de licença (ou alvará) que possuem. Nós sofremos muito com isso. Então a dica para não errar é chegar no bar que você pretende beber com fome e não após ter se empanturrado em outro lugar. Os bares, com intuito de driblar essa proibição, já criaram pequenas porções mais baratas para solucionar esse inconveniente, porém nada que fosse do nosso paladar, tipo pepinos fritos.

Vale lembrar que não é permitido tomar bebidas alcoólicas na rua, ou seja, a nossa naturalidade brasileiras de sair com uma long neck na mão não existe por lá.

Apesar de ter sido bem sucedida, a nossa busca não foi simples, mas no final de 10 dias de viagem conseguimos provar mais de 10 cervejas Chilenas artesanais diferentes.

Para quem viaja e pode levar cervejas para consumo próprio no hotel ou airbnb as melhores opções são as chamadas botillerías. Encontramos duas ótimas em Santiago, ambas na região de Providencia:

Botilleria Piscis – Alcade Rafael Vives, 56 – estação de metrô Manuel Montt. Funcionamento: de segunda a sexta de 12h30 às 23h. O local é repleto de cervejas boas e outras opções de bebidas, mas o atendimento não é muito receptivo. É uma loja apertada e meio bagunçada, mas vale muito a visita.

Beervana – Avenida Los Leones, 106 – estação Los leones. Funcionamento: segunda a quarta 12h às 20h; quinta a sábado 12h às 21h. A loja é linda e muito organizada. O atendimento é bem simpático e nos ajudou a escolher boas opções locais e até importadas americanas que não encontramos no Brasil. Para quem gosta de souvenirs, lá vende diversos copos, camisetas e placas de cervejarias. A visitação nessa loja é obrigatória!

Já para está a fim de sentar no bar comer e beber excelente opções de cervas artesanais chilenas recomendamos:

Ciudade Vieja – esse bar fica localizado num bairro chamado Bellavista e possui extensa carta de cervejas em garrafa e algumas opções em chop. O forte na cozinha são os sanduíches. Fiquem atentos pois o sanduíche Gato Viudo 1/2 metro tem literalmente 50 cm de cumprimento, com 5 ovos e uma quantidade de carne e cebola descomunal.

Kunstmann Kneipe – também localizado em Bellavista esse é um dos bares da cervejaria de mesmo nome, cuja sede fica em Valdivia. O bar tem grande variedade de comidas e petiscos, e vende apenas as cervejas produzidas por eles, cerca de 15 torneiras. Uma das mais famosas é a de mel, que é realmente bastante doce e um tanto enjoativa. Bebi a session IPA deles e gostei.

Kross bar – ainda em Bellavista, o bar possui grande quantidade de cervejas de garrafa de várias cervejarias chilenas e importadas. Nas 6 torneiras, apenas os chops da própria Kross. De todos os bares que já falamos, essa é o único que permite que você apenas tome uma cerveja (ou muitas) sem precisar comer. Provamos um chop Maibock – pouco amarga, porém gostosa. Bebemos a IPA em garrafa em casa, AMEI!

Mossto Brewfood – em outro reduto de bares, na Rua Condell (Providencia), topamos com este bar que tem 20 torneiras de chop de diversas marcas chilenas e importadas. Bebemos uma Session IPA da cervejaria CODA, que era saborosa, porém um problema crônico no Chile é que todos os chops não tem a pressão (colarinho) e nem a temperatura que estamos acostumados no Brasil. O cardápio de comidas tem hamburgueres, saladas e etc, nada memorável. O ambiente é bacaninha e descontraído com rock and roll rolando ao fundo. Vale a visita!

El Honesto Mike – o bar é uma extensão da Beervana, em Providencia. São 20 torneiras de cervejas artesanais chilenas e outras importadas americanas. Para comer petiscos diversos e hamburgeres. Nós fomos sem fome e para poder beber tivemos que pedir onion rings, que era um dos petiscos mais em conta. O bar é pequeno, mas aconchegante. A decoração é bem legal. Prestem atenção nas manoplas pois cada uma é um utensílio de cozinha ou ferramenta.

Para completar toda essa orgia etílica trouxemos para casa mais de 10 cervejas artesanais chilenas. Além das citadas acima vale mencionar: Granizo IRA, Oktupus Ink Black IPA, Hasta Pronto West Coast IPA, Berner IPA, Puffe IPA, Guayacan APA, Kali IPA.

Veja as cervejas que trouxemos!

Aproveitem a viagem!

 

Ludmyla Almeida

Ludmyla Almeida

Sou sommelierè de cervejas e apaixonada pelo líquido sagrado. Com esse coração cheio de amor quis conhecer, aprender e divulgar a cultura cervejeira nacional, para isso criei em 2017 o perfil do Instagram IPAcondriaca. Como o amor é imenso, ele só cresceu e virou esse blog, e mais recentemente um podcast – Surra de Lúpulo. Venha com a gente!